A escolha de Neymar

Por Kim Paiva

A escolha de Neymar

Desde agosto de 2010 se discute o futuro de Neymar. No meio do ano passado, ele teve uma proposta concreta do Chelsea, trazida pelo empresário Wagner Ribeiro. Na ocasião, o Santos conseguiu segurar o craque graças a um grande aumento salarial. Porém, o assédio a Neymar cresceu muito depois da tentativa frustrada dos ingleses, principalmente porque a lesão de Ganso fez com que o atacante se tornasse a principal estrela do Santos, sem ter de dividir os holofotes com o camisa 10.

Com o rápido desenvolvimento de Neymar, os gigantes Barcelona e Real Madrid passaram a travar um duelo pelo futebol do jogador. Desde o início deste ano, surgiram notícias diversas garantindo que Neymar estava acertado com um dos dois times. Embora o presidente do Santos, Luis Álvaro Ribeiro, garantisse que o Santos tinha um plano para ter Neymar até 2014, parecia ser questão de tempo a ida do craque santista à Espanha.

As previsões, no entanto, não se confirmaram e a jovem revelação assinou o maior contrato do futebol brasileiro para renovar com o Santos até o fim de 2014. Neymar deve receber um valor equivalente ao que ganharia na Espanha e sua multa rescisória já deve passar da casa dos 70 milhões de euros (o valor oficial não foi divulgado).

Ele ficou. "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto! Digam ao povo que fico."

Por que Neymar decidiu continuar no Santos?

A tendência é que Neymar permaneça na Vila Belmiro até o término do contrato, especialmente porque o que tem prevalecido na queda de braço entre Santos e espanhóis é a vontade do jogador, cada vez mais convencido de que o mais certo é continuar no Brasil pelo menos até a Copa do Mundo. Quando se fala em “vontade do jogador”, devemos entender bem quais são os fatores que levaram Neymar a optar pela permanência no Brasil, quando tinha a chance de se transferir para os dois principais times do futebol mundial.

Certamente não foi pelo dinheiro que o jovem optou por seguir no Santos, afinal ele poderia ganhar a mesma coisa ou um pouco mais se decidisse ir para a Europa. Neymar fica porque está feliz no Santos, quer ficar perto da família e do filho pequeno e, principalmente, por estar convencido de que sua situação é mais confortável no futebol brasileiro do que seria nos gigantes europeus, onde ele teria que conquistar seu espaço.

Esse último fator leva a uma constatação importante, ainda mais depois de Neymar ser incluído na lista dos 23 melhores jogadores do mundo em 2011. Aparentemente, o jogador não tem pressa para se tornar o melhor jogador do mundo, esta ambição ainda não está entre suas prioridades. “Eu nunca disse que quero ser o melhor jogador do mundo. Só penso em estar atuando nas melhores competições e isso hoje o Santos pode me oferecer”, afirmou o jovem durante o anúncio de sua permanência.

Apesar de ouvirmos muitas pessoas dizendo que ele pode ser eleito melhor do mundo atuando no Santos, sabemos que isso só seria possível se ele conquistasse a Copa do Mundo de 2014 jogando pela equipe da Baixada. Não se pode negar que em um ano sem Copa do Mundo, o que vale para determinar o melhor jogador é a Liga dos Campeões da Europa, campeonato que reúne as principais estrelas do futebol mundial.

Por enquanto a Bola de Ouro é de Lionel Messi. Em 2011 o argentino deve se tornar o primeiro jogador a receber o prêmio três vezes consecutivas.

Um estranho no ninho

Por mais que o futebol brasileiro esteja vivendo uma fase de transição, com o aumento substancial das cotas de televisão e patrocínios, não é certo se iludir e acreditar que de uma hora para outra deixaremos de ser exportadores e nos tornaremos compradores. Isso pode acontecer no futuro, mas por enquanto é irreal imaginar que equipes brasileiras comecem a gastar mais de 100 milhões de reais em reforços internacionais.

Por esta razão, é difícil entender a escolha de Neymar do ponto de vista do desenvolvimento de sua carreira. Não coloco em questão os motivos que levaram o jovem a permanecer, é absolutamente aceitável que ele esteja feliz no Santos e queira ficar perto de sua família, mas ele terá de entender que aqui não enfrentará os melhores e corre o risco inclusive de estagnar sua carreira. Por mais títulos que ele ganhe com o Santos, não é certo que ele desenvolva seu talento tanto quanto poderia se atuasse na Europa.

Entendo que um jogador do calibre de Neymar deveria ter a ambição de desenvolver seu talento ao máximo e, com isso, se tornar o melhor do mundo. Claro que quando se fala nisso, logo pensamos em Robinho, que foi para o Real Madrid convicto de que tinha tudo para ser o melhor jogador do mundo. Todos sabem que Robinho não fez por merecer o título, mas a decisão de ir para a Espanha tinha a razão profissional de desenvolver seu futebol com um objetivo maior.

Robinho no Real Madrid: desempenho satisfatório, mas abaixo do esperado.

Um dos argumentos utilizados por Luis Álvaro Ribeiro para convencer Neymar a seguir no Santos é a idade do jogador, que terá apenas 22 anos em 2014 e ainda terá muito tempo pela frente para buscar outros objetivos no futebol europeu. Além disso, o presidente santista afirma que a permanência de Neymar é um bem para o esporte brasileiro, pois é uma demonstração de força diante dos milhões de euros oferecidos pelos espanhóis e, mais do que isso, valoriza o esporte nacional.

Por outro lado, é legítimo pensarmos que um hipotético prêmio de melhor do mundo para Neymar atuando no Barcelona ou no Real Madrid também ajudaria a valorizar o futebol brasileiro. Isso se torna ainda mais importante em uma fase de poucos craques indiscutíveis criados em gramados tupiniquins. Os europeus já não estão convencidos de que o Brasil continua produzindo craques como Romário, Ronaldo e Ronaldinho.

É claro que Neymar teria de se esforçar muito para ser o melhor jogador do mundo, mesmo se atuasse na Espanha. A concorrência atual é pesada, com Messi e Cristiano Ronaldo quebrando recordes semanalmente. No entanto, jogar com os melhores é o caminho mais curto para se tornar o melhor.

Até agora, Messi e Neymar só se encontraram uma vez, no amistoso entre Brasil e Argentina. Em dezembro, os dois craques voltam a se enfrentar, mas com as camisas de seus clubes.

Uma chance de ouro 

Se o argumento de se tornar o melhor jogador do mundo não parece seduzir Neymar, o jogador pode não ter se dado conta de que está abrindo mão de uma oportunidade de ouro, que pode não aparecer novamente. O jovem de 19 anos teve a chance de fazer parte de um dos melhores times da história do futebol, o Barcelona de Messi, Iniesta, Xavi, Guardiola e tantos outros. Já é praticamente consenso entre os amantes de futebol que a equipe catalã, moldada na temporada 2008-09, atingiu um nível excepcional, que a coloca entre os grandes times da história.

Neymar, que costuma afirmar o prazer que tem em jogar bola, certamente ficaria encantado em fazer parte do Barcelona atual. E, mais do que isso, nós ficaríamos encantados!! Se o time já é uma máquina sem Neymar, imagina o que poderia ser se ele formasse dupla com Lionel Messi.

A camisa do Barcelona está à espera de Neymar.

“Mas Neymar vai ser coadjuvante para o Messi continuar brilhando?”, alguns podem perguntar. A resposta é “não”, o brasileiro vai brilhar ao lado do argentino, mesmo que Messi ganhe o prêmio de melhor do mundo no final de cada ano. Além disso, Neymar poderia se tornar uma espécie de sucessor de Messi, algo que aconteceu com o argentino depois da saída de Ronaldinho do Barcelona. O próprio Messi diz que aprendeu muito com Ronaldinho e que seu futebol evoluiu muito graças ao convívio com o craque brasileiro.

É bem verdade que Neymar poderia seguir para o Barcelona em 2014, ao final de seu compromisso com o Santos. Mas não é possível garantir que o Barcelona seguirá sendo o time fantástico que é atualmente. Xavi e Villa já serão veteranos, por exemplo, e até para o Barcelona é difícil manter um nível tão alto de competição por mais de cinco anos.

Para quem gosta de futebol, Neymar com a camisa azul-grená seria um prato cheio, mas por enquanto ele seguirá vestindo a lendária camisa santista. O contrato é válido até 2014, mas ninguém sabe o que pode acontecer depois do Mundial de Clubes. Em janeiro devem chover propostas por Neymar e, quem sabe, a chance de ver de perto a locomotiva catalã em ação pode mudar a posição do jovem jogador.

Anúncios
Esse post foi publicado em Futebol e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A escolha de Neymar

  1. Eduardo disse:

    Quem foi que disse que o Neymar tem que jogar na europa para desenvolver seu futebol? Basta olhar a evolução dele aqui no Brasil para ver que isso é balela. O melhor futebol do mundo está AQUI!
    E outra:
    “Neymar, que costuma afirmar o prazer que tem em jogar bola, certamente ficaria encantado em fazer parte do Barcelona atual. E, mais do que isso, nós ficaríamos encantados!! Se o time já é uma máquina sem Neymar, imagina o que poderia ser se ele formasse dupla com Lionel Messi.”
    O Neymar tem prazer de jogar bola no Santos, que completo, é capaz de ganhar de qualquer time do planeta e dar show. Estou encantado não com o Barcelona, mas com a campanha do Santos da libertadores 2011. E fora que assisto os jogos no campo, e não pela tv.
    Exaltar um excelente time como o Barcelona é consenso, e infelizmente “Pagar pau” para time de fora tb é.
    Coisa de torcedor de time nacional sem planejamento, sem estrutura, onde jamais terão time para disputar um mundial. Querem ver o Neymar? Venham a São Paulo, comprem camisetas do Santos, visitem a Vila e o Memorial, afinal temos história!
    Barcelona, Real, Chelsea é o *&¨%$##@! Santos campeão mundial dando show!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s