Cristiano Ronaldo: além da sombra de Messi

Ser contemporâneo de Lionel Messi é tarefa ingrata para qualquer grande craque. Cristiano Ronaldo sente isso na pele a cada semana, quando o argentino insiste em superá-lo e roubar-lhe os holofotes.

Imagem

Esta não é a primeira vez na história em que o futebol tem grandes craques disputando o posto de melhor do mundo. Porém, em poucas oportunidades dois jogadores sobressaíram tanto em relação aos demais. Messi e Cristiano são as principais estrelas dos dois clubes mais badalados do mundo na atualidade e seus recordes não deixam dúvidas sobre sua capacidade.

No entanto, o “azar” de Cristiano Ronaldo é que a distância entre ele e o argentino tem aumentado nos últimos anos e não há perspectiva de mudança nesse quadro.

O mais completo de todos

Ser o segundo melhor jogador do mundo disparado definitivamente é menos do que Cristiano imaginava para sua carreira. Obstinado como poucos, o craque se dedicou muito além da média para desenvolver uma técnica apuradíssima, que o torna o jogador de ataque mais completo do futebol mundial em muitos anos. Sim, mais completo. Mais do que Messi, mais do que Ronaldo Fenômeno, mais do que Van Basten…

Imagem

Cristiano Ronaldo é um ponta que consegue manter uma média de gols similar à dos maiores centroavantes da história. Faz isso jogando mais longe do gol adversário e participando ativamente da construção de jogadas de ataque do seu time, ajudando seus companheiros com assistências e passes decisivos.

Isso não faz de Cristiano Ronaldo um jogador superior a Ronaldo e Van Basten. Talvez seja, mas isso poderá ser mais bem avaliado quando o português encerrar sua carreira. Alguns dirão que falta a ele ganhar um título importante com sua seleção. Ou que, embora mais completo, Cristiano Ronaldo não tem a mesma genialidade dos outros dois. Vai ser uma disputa boa, apesar de toda a subjetividade que inevitavelmente faz parte desse tipo de discussão.

Messi: um gênio em outro patamar

Quem vai ficar (e já está) fora dessa disputa é Lionel Messi. O argentino, dois anos e meio mais novo que o português, está pleiteando um posto em outra esfera. Uma esfera que, para muitos, só conta com Pelé.

De um ano para cá, o argentino foi alçado a candidato ao posto de melhor jogador da história do futebol antes do que os amantes do esporte poderiam imaginar. Seus recordes são tantos e suas jogadas tão geniais que não é pecado algum levantar uma pontinha de dúvida sobre a possibilidade de Messi superar Pelé.

É fato que, independente de uma comparação com o “Rei do Futebol”, o gênio argentino já está assegurado entre os Deuses da bola.

Imagem

Onde fica Cristiano Ronaldo?

Posicionar Messi como um dos melhores da história já não causa estranheza a ninguém. No entanto, se há uma “vítima” do fenômeno Lionel Messi, esse é justamente Cristiano Ronaldo.

Basta pensar que, se não concorresse com o argentino, Cristiano já poderia ter conquistado as mesmas quatro Bolas de Ouro de seu maior rival. Talvez apenas em 2010 não tivesse levado o prêmio, que poderia ir para Sneijder, Xavi ou Iniesta.

Mais do que isso: se não fosse contemporâneo do argentino, Cristiano Ronaldo seria muito mais reconhecido pelo número impressionante de gols que tem com a camisa do Real Madrid (183 em 181 jogos até 20/02/2013).

Com Messi ofuscando seus feitos a cada semana, o português tem de provar mais do que os outros que pode acompanhar de perto o jogador do Barcelona. Afinal, ele é o único que se apresentou como real candidato à coroa nos anos do reinado de Messi.

Tirar o título dele nos próximos anos parece improvável. Cada vez menos se falará em Messi x Cristiano Ronaldo e, à medida que a Copa do Mundo se aproxima, o assunto será Messi x Pelé.

Vamos viver para saber se daqui a 10 anos – quando Messi e Cristiano Ronaldo serão história e não terão mais de se preocupar em marcar 70, 80 ou 100 gols em uma mesma temporada – como o português vai ser definido pelos fãs de futebol. “A sombra de Messi”, “Um dos melhores jogadores do século 21”, “O ponta mais goleador da história”, “Um dos melhores jogadores da história”…

Provavelmente, o português, vaidoso como poucos, ficaria com a última alternativa. Caso ele não chegue a tanto, poderá atribuir grande parte disso ao seu carrasco argentino.

Anúncios
Esse post foi publicado em Futebol. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s