Allez les Bleus!

Os franceses tem dois bons motivos para comemorar na atual edição do torneio de Wimbledon. Se por um lado houve frustração com a queda precoce de Jo-Wilfried Tsonga contra o croata Ivo Karlovic, por outro há euforia pelos dois representantes do país nas quartas de final: Richard Gasquet e Gilles Simon.

roikiine-richard gasquet-gilles simon-

Os tenistas, que já figuraram no top 10, hoje podem ser apontados como surpresas entre os oito melhores do torneio. Ou alguém apostaria, por exemplo, que Simon venceria o finalista de 2010 Tomas Berdych em três sets cedendo apenas oito games na partida? Já Gasquet esteve na sua melhor forma para superar Grigor Dimitrov e Nick Kyrgios em sequência.

Dono de uma das mais plásticas esquerdas do circuito, o jogador de 29 anos chega às quartas de final de um Grand Slam pela terceira vez. Nas duas oportunidades anteriores, Gasquet subiu mais um degrau, sendo semifinalista em Wimbledon (2007) e no US Open (2013). Um ano mais velho que Andy Murray e Novak Djokovic, o tenista francês não correspondeu à grande expectativa criada no início de sua carreira. Embora muito talentoso, sempre lhe faltou aquele algo mais que caracteriza os grandes campeões.

Gilles Simon, que completa 31 anos em 2015, tem uma carreira consistente e há muitos anos é figurinha carimbada no top 20. Apesar do bom ranking, seus resultados em grandes torneios sempre deixaram a desejar. Simon chegou às quartas em Grand Slam apenas uma vez antes dessa, no Australian Open 2009.

A ótima jornada dos tenistas franceses teria mais chance de prosseguir se a chave fosse um pouco menos ingrata com eles. Claro que quando se chega entre os oito melhores é pedreira na certa, mas Wawrinka e Federer…

Gasquet x Wawrinka

Até o Australian Open 2014, o patamar de Stan Wawrinka era outro. O atual número 4 do mundo venceu aquele Grand Slam com autoridade e desde então seu jogo deu um destacado salto de qualidade, consolidado com o título de Roland Garros este ano. O suíço é dono da mais letal esquerda do circuito e tem sido um dos mais sólidos jogadores de fundo de quadra, rivalizando com o Big Four (Djokovic, Federer, Murray e Nadal). Na edição atual do torneio de Wimbledon, Wawrinka é o único jogador que não cedeu um set sequer para seus adversários.

Depois do que mostrou contra Dimitrov e Kyrgios, não há motivos para duvidar que Gasquet pode dar trabalho para Wawrinka. Porém, o francês precisará ser criativo taticamente e variar bem o jogo, já que na troca do fundo de quadra a vantagem é de Wawrinka.

Simon x Federer

Neste confronto a diferença é mais acentuada. Federer dispensa qualquer apresentação e demonstra estar muito motivado para conquistar seu 18º Grand Slam. O suíço ainda não foi verdadeiramente testado no torneio, mas poderia ter muito mais problemas contra Tomas Berdych, que já o superou em outras oportunidades. Gilles Simon não tem a potência para incomodar Federer, por isso é difícil imaginar uma zebra neste jogo. Do fundo de quadra, a vantagem é absoluta para o suíço.

Djokovic sobrevive

Já era esperado um jogo duro entre Novak Djokovic e Kevin Anderson, mas o sul-africano surpreendeu ao vencer os dois primeiros sets no tie-break. Aparentemente, o gigante de 2,03m sentiu o cansaço e foi superado com facilidade no terceiro set (6-1). Djokovic cresceu no jogo e venceu também a quarta parcial (6-4), levando o jogo para o set decisivo. Pela falta de luz natural, a partida foi suspensa e será reiniciada amanhã às 9:00, horário de Brasília.

Bom negócio para Kevin Anderson, que vivia um momento desfavorável e dava claros sinais de fadiga. Amanhã, 100% fisicamente, a tendência é que o sul-africano volte a disparar aces e winners de fundo de quadra, dificultando o jogo para Djokovic, que terá de se manter muito concentrado para não cair prematuramente no torneio.

Anúncios
Esse post foi publicado em Tênis e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s