O que dizer de Federer? Aproveite enquanto é tempo

É comum jogadores e comentaristas se enrolarem ao falar de Roger Federer. Invariavelmente o suíço é coberto de elogios, mas seu talento é tão singular que chavões como “faltam palavras para descrevê-lo” ou “todos os elogios são pouco” acabam aparecendo. Quem viu sua vitória contra Andy Murray na semifinal de Wimbledon entende por que é tão difícil definir Roger Federer.

federer

Buscando chegar à sua 10ª final em Wimbledon, Federer fez um jogo impecável e mostrou que está em verdadeira lua de mel com seu serviço. Foram 20 aces e outros tantos saques que garantiam um winner logo na segunda bola – tanto do fundo de quadra, quanto junto à rede. Murray teve uma única chance de quebra na partida, logo no primeiro game. Não aproveitou e pagou caro por isso. É preciso destacar o ótimo jogo do britânico, que também esteve firme no serviço e demonstrou muita força mental para ganhar pontos quando tinha dificuldades nos seus games de saque. Federer teve 10 break points ao longo da partida e converteu 3, a conta exata para vencer em sets diretos. As quebras de saque vieram em momentos-chave do jogo, nos dois primeiros sets Murray sacava em 5-6 e no terceiro em 4-5. Coube a Federer elevar seu jogo na hora certa e aproveitar bem a pouca profundidade do segundo saque do adversário.

Quem não assistiu à partida e vê um placar de 3 a 0 tende a achar que Murray não jogou no seu melhor nível. Longe disso. O britânico fez um excelente jogo e conseguiu pontos incríveis, mas teve o azar de enfrentar o melhor Roger Federer, atuando num nível que há tempos não se via e que muitos duvidavam que ele pudesse apresentar novamente. Ver o suíço tão confiante e sólido prestes a completar 34 anos enche de esperança os fãs de tênis, que já vêm se preparando para a “ressaca” que virá quando o melhor de todos se aposentar.

A final dos sonhos

A rivalidade Federer x Djokovic já está entre as maiores da história do tênis e proporcionou momentos especiais. O último deles há exatamente um ano atrás, também na final de Wimbledon. Naquele dia, o sérvio venceu nos detalhes, por 3 sets a 2. Na grama sagrada, os dois estão empatados, já que em 2012 Federer levou a melhor na semifinal. No domingo, teremos um tira-teima entre o melhor de todos os tempos e o melhor dos últimos anos. Um duelo de estilos que traz o talento puro de um lado e a fortaleza física e mental do outro (evidente que os dois jogadores têm dezenas de outros predicados). No histórico do confronto, muito equilíbrio (20 a 19 para Federer), com vantagem de Djokovic nos confrontos recentes (de 2013 pra cá, 7 a 4 para o sérvio).

Os jogos entre eles costumam ser extremamente equilibrados, por isso o excepcional serviço que Federer vem apresentando neste torneio pode ser um fator decisivo. O próprio suíço reconheceu que seu saque foi determinante para a vitória sobre Andy Murray.

Sobre Djokovic, que passou sem maiores sustos por Richard Gasquet apesar do ótimo torneio do francês, cabe o destaque para seu desempenho recente em torneios do Grand Slam. Dos últimos 20 – desde o US Open 2010 – o sérvio foi à final em 15 (QUINZE) oportunidades e busca seu 8º título no período. Antes dessa impressionante sequência, o número 1 do mundo já havia conquistado um Major, o Australian Open de 2008, com apenas 20 anos.

Federer, que fez somente duas finais de Grand Slam nos últimos três anos (“somente” para seus padrões, é claro), busca seu 18º título nos maiores torneios. Caso vença, ele abre quatro de vantagem para o segundo colocado nesta estatística, o americano Pete Sampras. E nós esperamos que ele se mantenha motivado a buscar o 19º o 20º, o Ouro olímpico… O tênis é melhor com Roger Federer (não tem jeito, esse sujeito é um ímã para chavões).

Anúncios
Esse post foi publicado em Tênis e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s